3.1 // LGBT

Brasil registra crescimento de 52% em casamentos gay nos últimos dois anos

Desde 2013, cartórios de todo o país estão habilitados a celebrar casamentos civis ou promover a união estável entre pessoas do mesmo sexo. E a conquista deste direito já surtiu efeitos, já que no final de 2016, uma boa notícia alegrou a vida dos casais homoafetivos no Brasil: segundo o IBGE, o casamento gay cresceu cinco vezes mais do que os realizados entre homem e mulher.

Muitos casais que viviam juntos há anos puderam selar a união do ponto de vista legal e muitos deles optaram em comemorar com tudo a que tenha direito: cerimônia, festa e, claro, muita emoção. São cada vez mais presentes as publicações de Real Weddings (Casamentos Reais) de casais homeafetivos.

Para se ter uma ideia, segundo dados das Estatísticas do Registro Civil 2015, as uniões entre casais heterossexuais aumentaram 2,7%, já entre cônjuges do mesmo sexo esse aumento foi de 15,7%. Comparado com ano de 2013, quando o direito foi conquistado, as uniões civis entre pessoas do mesmo sexo aumentaram 51,7%, representando um total de 5614 casamentos entre cônjuges do mesmo gênero.

O primeiro país a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo foi a Holanda no ano de 2001. Na América do Sul, o primeiro país a realizar tal feito foi a Argentina em 2010. O Uruguai – juntamente com o Brasil – legalizou em 2013 e a Colômbia, em 2015. Naquele mesmo ano, foi a vez dos Estados Unidos, simbolizando uma importante vitória para a comunidade gay mundial e um ano histórico para os direitos civis.

É notável que o casamento igualitário avança pelo ocidente e esperamos que continue assim por todo o mundo. Até o segundo semestre de 2015, eram 23 os países que permitiam a união legal entre pessoas do mesmo sexo.

saiba antes via instagram @revista.maisjr