3.2 // HOMOFOBIA

Casagrande critica gritos homofóbicos em estádios de futebol

O ex-jogador e comentarista esportivo da TV Globo, Walter Casagrande, criticou nesta terça-feira, 19, o comportamento homofóbico da torcida do México na Copa do Mundo e abriu a discussão para a intolerância à diversidade sexual no esporte como um todo.

Na ocasião, Casagrande falava especificamente sobre os mexicanos que tentaram insultar os alemães com gritos homofóbicos. Por conta disso, a Fifa abriu um processo disciplinar contra a seleção do México.

“Se começar a ter um grito desse constantemente em uma partida de futebol, eu acho que o árbitro deveria apitar, parar o jogo, e os jogadores saírem para decidir. Não pode continuar com uma coisa dessa, é desagradável para todo mundo”, afirmou ele.

Esse tipo de comportamento não é exclusivo dos mexicanos, muito pelo contrário, ele é bastante reproduzido nos estádios brasileiros, principalmente em disputas de clássicos, bem como em partidas da seleção brasileira.

“As coisas mudaram. O politicamente correto é chato e exagero? É, mas em algumas coisas é útil pra caramba para começar a mudar o comportamento das pessoas”, continuou o ex-atleta, que chegou a disputar uma Copa do Mundo vestindo a camisa do Brasil.

“Temos que aumentar o respeito e aceitar as diferenças das pessoas. Não tem mais como viver sem tolerar ou aceitar a diferença de quem está do seu lado. Todos nós somos diferentes. Somos em cinco pessoas aqui completamente diferentes. Por que não aceitar? Eu não suporto este tipo de comportamento”, completou Walter Casagrande.

Fonte: A Capa

Foto: Reprodução/Internet

saiba antes via instagram @revista.maisjr