2.6 // POP & MÚSICA3.1 // LGBT

E! Apresenta “DRAG ME AS A QUEEN”

Com produção local, canal faz história na tv brasileira, sendo o 1º a lançar um programa com drags

 

www.eonlinebrasil.com/dragmeasaqueen

#DragmeBrasil     

Ikaro Kadoshi, Rita von Hunty e Penelopy Jean são as apresentadoras de Drag me as a Queen

 

 Três apresentadoras e 13 mulheres em busca do autoconhecimento. Esta é a receita do mais novo programa do canal E! “Drag me as a Queen – uma diva dentro de mim!”. Nesta quarta produção nacional do E!, as drags Ikaro Kadoshi, Rita von Hunty e Penelope Jean vão colocar a autoestima das participantes lá em cima ao desvendarem os caminhos para expor as divas que habitam cada uma. “O que fazemos é auxiliar uma jornada em direção à auto-descoberta e ao amor próprio: dois sentimentos que podem empoderar qualquer pessoa que saiba apropriar-se delas”, destaca Rita von Hunty. 

A primeira etapa do programa, que estreia no dia 20 de novembro, às 22h, traz seis episódios e promete chamar a atenção para um assunto tão em pauta nos dias de hoje: a aceitação. E as mulheres são as grandes estrelas. “A figura feminina sempre foi e sempre será a grande inspiração de todas as drag queens. O que nós fizemos foi criar um mundo novo baseado nisso, com um outro olhar, de maneira artística”, explica Ikaro Kadoshi.

Para Penelopy Jean, Drag me as a Queen é uma grande homenagem às mulheres. “Não queremos ensinar uma mulher a ser mulher, mesmo porque elas sempre terão mais a nos ensinar do que nós poderíamos ensinar a elas. No entanto, a arte drag tem esse poder de motivar e fazê-las se reconhecerem e se redescobrirem como as divas que elas realmente são. Nosso papel é de elogiá-las para que elas sempre estejam cientes e se orgulhem das suas qualidades e dos seus valores; fazer com que se sintam sempre à vontade onde quer que estejam e livres para serem quem são, sem ligar para qualquer padrão ou rótulo estabelecido”.

Vice-presidente sênior de Marketing, Criativo e Digital do E! para América Latina, Marcello Coltro ressalta que canal sempre abriu espaço para todo tipo de público, por isso, tem como base a cultura pop, que sempre foi uma mescla democrática e respeitosa. “Lançar Drag Me As A Queen é falar que sempre estivemos aqui e celebrar com a nossa audiência um momento em que mais e mais pessoas e marcas querem abraçar a diversidade e reconhecê-la como o todo que é e sempre foi. Não estamos levantando bandeiras, estamos abrindo espaços. O programa vai muito além, também, de falar sobre a arte drag ou das inúmeras vertentes de aceitação sexual e corporal das pessoas”.

 

FICHA TÉCNICA

Apresentação: Ikaro Kadoshi, Rita von Hunty e Penelopy Jean

Produtora: Movioca Content House

Formato Original: Amadeu Alban e Paula Lice

Direção: Maristela Mattos

Produção Executiva: Glauco Sabino (Canal E!) e Amadeu Alban (Movioca)

Diretora Assistente: Thaísa Gazelli

Roteiro: Maria Fernanda Braggio e Thais Falcão

Coordenação de Produção: Isabella Bassi

Direção de Fotografia: Matheus Rocha

Direção de Arte: Fernando Zuccolotto

Coordenação de Pós-produção: Alexandre Marinho 

 

SOBRE AS APRESENTADORAS 

Rita von Hunty é uma drag cheia de tentáculos. Seu andar deslizante, voz macia e estilo pin-up atraem todas as atenções onde quer que esteja. Rita é ferina, sarcástica e dona de um humor ímpar – mas tudo, sempre, com o rigor da mais alta classe. Pessoas são o hobby de Rita. Ela gosta de seduzir e descobrir os segredos para resgatar feras que se escondem na intimidade. Capaz de gerir um exército com seu poder de envolvimento, Rita só declara guerra à falta de autoestima e timidez. Ela sente-se pessoalmente desafiada a tirar o melhor de cada um que cruza o seu caminho. Mesmo que, às vezes, ela faça uso de jogos psicológicos para dar uma pequena ajuda. Guilherme Terreri, 26, é a Rita von Hunty, além de ator, professor de Inglês e Literatura Inglesa.

Penelopy Jean é conhecida como The Next Drag Super Star. É multitalentosa, sendo considerada a rainha da cultura pop, das pick-ups e das pistas de dança. Com seu aspecto esnobe, mas ao mesmo tempo irresistível, ela faz transformações icônicas, que vai dos anos 70 ao futurístico com a velocidade da luz. Penelopy é uma hipérbole ambulante: muita cor, muito brilho, perucas colossais e performances que provocam abalos sísmicos. Cover de Lady Gaga, Penelopy leva todos os últimos movimentos da Mother Monster nas suas apresentações. A transformação é tão completa que jornais de vários países já usaram fotos dela para ilustrar reportagens sobre Gaga. O designer gráfico Renato Ricci, 30, é quem dá vida à Penelopy Jean.

Ikaro Kadoshi monta-se como drag queen há 17 anos e tem como especialidade emocionar seu público: seja nas performances sempre teatrais ou na rapidez com que entende os sentimentos alheios. A imagem de Ikaro é inesquecível: em um mundo onde reinam as perucas, a drag dele é andrógina e ostenta uma imponente careca. Ele impressiona pela criatividade e multiplicidade de material que usa para compor make e look. Versatilidade, capacidade de transformação e sofisticação compõem a tríplice coroa de Ikaro Kadoshi, que já rodou o mundo com performances, campanhas publicitárias, grafites e exposições de fotos. Tiago Liberato, 37, que dá vida a Ikaro, é ator, jornalista e modelo.

saiba antes via instagram @revista.maisjr