3.1 // LGBT

Edir Macedo ganha prêmio como amigo dos gays

Pois é, um pastor evangélico ganhou o prêmio considerado o ‘Oscar Gay’, por sua declaração de inclusão. A premiação é promovida pelo Grupo Gay da Bahia e homenageia quem ajudou a comunidade LGBT e alfineta quem é homofóbico.

Edir Macedo, dono da Rede Record e líder espiritual da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) foi o religioso lembrado por causa da declaração: “Jesus incriminou os religiosos hipócritas, não os gays. A Iurd [Igreja Universal do Reino de Deus] sempre aceitou e aceita todos os homossexuais como acolhe todo ser humano do jeito que é”.

Quem também homenageado foi o procurador-geral da União, Rodrigo Janot, pela decisão de dar ao Congresso Nacional um prazo para concluir a votação do projeto de criminalização da homo e transfobia.

Entre os alfinetados está a Igreja Presbiteriana do Brasil, Padre Cleidimar Moreira, Complexo Militar de Quitaúna, Universidade Estácio de Sá e atriz Bibi Ferreira.

saiba antes via instagram @revista.maisjr