3.2 // HOMOFOBIA

Em Londrina, polícia afirma que homossexuais estão sendo mortos em emboscadas

O delegado chefe da 10º Subdivisão Policial de Londrina, Osmir Ferreira Neves Júnior, admitiu que cinco homossexuais foram vítimas de emboscada mortal, que podem ter sido facilitadas pelo uso desses aplicativos.

“As pessoas marcam encontros sem imaginarem que estão indo ao encontro da morte. Os assaltantes se apresentam como garotos de programa, mas na verdade têm a intenção de roubar. É importante evitar encontros em lugares ermos e escuros e nunca marcar com pessoas que não conhecem”, relatou o delegado ao jornal Folha de Londrina.

Ele ressalta que esses são casos que chegam ao conhecimento da polícia, porém, ele diz que acreditar que o número de vítimas de roubo, chantagem e/ou violência seja muito maior. Para ele, esse tipo de crime é aplicado tanto em heterossexuais quanto em homossexuais e que é comum as pessoas não fazerem boletim de ocorrência por causa do constrangimento. Além disso, os aplicativos de relacionamento facilitam a ação dos criminosos.

saiba antes via instagram @revista.maisjr