3.0 // MANUAL

Felipe Neto se pronucia sobre o vídeo polêmico

O youtuber brasileiro Felipe Neto se manifestou publicamente rebatendo as acusações de transfobia por causa de um vídeo polêmico em que ele aparece tentando adivinhar a identidade de gênero de algumas pessoas.

 Por meio de sua assessoria de imprensa, o influenciador digital afirmou que não tinha a pretensão de incorrer em transfobia e ressaltou seu comprometimento com as questões LGBT.

“Em nenhum momento o vídeo tratava-se de pessoas transexuais ou homossexuais. Tratava-se de um jogo baseado em questionar se alguém era de fato uma mulher ou homem, ou se era alguém que parecia uma mulher ou homem, fosse com maquiagem, produção ou por mera semelhança de traços, e não por serem transexuais.

Dos 18 casos apresentados, apenas duas pessoas eram transexuais. O primeiro caso foi tratado simplesmente como mulher, sem fazer qualquer referência ao fato de ter nascido no sexo biológico masculino. Já o segundo foi o único em que Felipe Neto mostrou ser um homem que havia passado pela transformação através de cirurgias. Neste caso, contudo, o veículo optou por mostrar as fotos de antes, apenas por se tratar de uma pessoa que exibe na internet suas fotos do passado para mostrar a proporção da transformação.

Felipe Neto é conhecido por defender os direitos da comunidade LGBT e lutar contra a homofobia e outras formas de preconceito, constantemente ressaltando ao seu público a importância dessa luta. O youtuber, inclusive, já participou de um debate público com Marco Feliciano sobre o tema e tem diversos vídeos publicados condenando todo tipo de preconceito contra a comunidade LGBT.

Quanto às pessoas ofendidas, Felipe Neto se desculpa e informa que não teve, em momento algum, qualquer intenção de ofender, até por isso a sua equipe foi orientada a não colocar pessoas transexuais no vídeo.”

Fonte: ObservatórioG

saiba antes via instagram @revista.maisjr