- MUNDO3.1 // LGBT

Governo do Hati vota medidas e encurrala comunidade LGBT

O Haiti vem vindo na contramão no mundo e nesta semana, o Senado do país aprovou resolução que impede membros da comunidade LGBT de obter documentos no país.

E não só isso: o parlamento está debatendo lei que proíbe e criminaliza o casamento entre pessoas do mesmo sexo. A situação, denunciada por ativistas da comunidade LGBTI em Porto Príncipe, ainda deixa explícito que um senador do país atribuiu os homossexuais a responsabilidade de “todo o mal” que por lá ocorre.

Presidente da Kouraj, única organização de defesa dos direitos LGBTI no Haiti, Charlot Jeudy relatou a denúncia que o grupo vem sofrendo. “Há senadores que abertamente expressam sua homofobia, o que representa um claro ataque contra nós. Toda a comunidade no Haiti está preocupada pelos últimos ataques. A proposta de proibir o casamento de pessoas do mesmo sexo é tempo perdido, já que a lei não reconhece esse tipo de união. Agora o que eles querem fazer é criminalizá-la”, relatou.

Nos últimos anos, líderes políticos e religiosos do Haiti organizaram diversos protestos contra a comunidade LGBTI e a própria Kouraj sofreu ameaças para deixar de funcionar abertamente.

saiba antes via instagram @revista.maisjr