3.0 // MANUAL

Gráfica é multada por se recusar a imprimir convites de casamento gay

Uma gráfica irlandesa se recusou a imprimir convites para um casamento gay foi condenada a pagar uma multa. A justificativa da empresa para não aceitar o trabalho foi por “serem cristãos crentes na Bíblia“. A indenização no valor de 2.500 euros será entregue ao homem que realizou a solicitou.

Jonathan Brennan pediu à companhia para fazer os convites em 2015, pouco antes do referendo sobre casamento homoafetivo na Irlanda.

No entanto, ele foi surpreendido pela resposta da gráfica, que disse: “não acreditar em uniões civis entre pessoas do mesmo sexo e homossexualidade”.

Brennan fez uma queixa à Comissão de Relações no Local de Trabalho (WRC), que concluiu que Beulah Print and Design discriminou-o por causa de sua orientação sexual, de acordo com o The Irish Times.

saiba antes via instagram @revista.maisjr