3.1 // LGBT

História de boxeador bissexual que matou rival homofóbico pode virar filme

A história do boxeador Emile Griffith pode virar filme. Assumidamente bissexual, ele ficou famoso após matar um rival homofóbico durante uma luta. O caso aconteceu em 1962.

Na pesagem, o cubano Penny Paret zombou de Emile, apertando sua bunda e o chamando de “marica”. Pouco tempo depois, no ringue, o embate entre os dois foi árduo e Griffith deixou o oponente inconsciente, acabando por ficar 10 dias no hospital até morrer.

O diretor Lenny Abrahamson, de “O Quarto de Jack”, e o produtor Ed Guiney estão envolvidos na produção.

Emile faleceu aos 75 anos em 23 de Julho de 2015.

saiba antes via instagram @revista.maisjr