3.0 // MANUAL3.2 // HOMOFOBIA

Homem é impedido de adotar gato por ser gay

Quando o escritor inglês Alex Andreou viu o anúncio de um gatinho para adoção, ele logo se ofereceu para se tornar o novo pai do animal. Após algumas trocas de mensagens com a pessoa que havia anunciado o bichano, Alex viajou por duas horas para encontrá-la, mas após perguntar a opção sexual a mulher desistiu.

Em uma das mensagens, a pessoa pergunta porque Alex é solteiro e se ele é gay. Ao receber a resposta positiva, o julgamento começou. “Eu sou religiosa e desaprovo completamente esse estilo de vida. Desculpe se estou ferindo seus sentimento”, dizia uma das mensagens.

Alex então responde que “tem sido chamado de bicha desde os 8 anos de idade” e que seus sentimentos “estão mais estáveis” agora. Em seguida, a pessoa pergunta se ele “não tem medo de ir para o inferno quando morrer”. Ele usou o Twitter para expressar como estava se sentindo.

“Agora estou em um ônibus soluçando e as pessoas estão olhando para mim porque a verdade é que isso doeu mais do que quando eu tinha 8 anos”. Ele então diz que uma amiga que mora perto da mulher que está doando o gato irá pegá-lo para ele, mas a doadora escreveu novamente para dizer que não se sentia confortável doando seus gatos para alguém que não conhecia a casa. A amiga em questão chegou a convidar a mulher para ir à sua casa, mesmo assim ela se recusou a manter o acordo.

Alex então decidiu pesquisar a fundo as fotos dos gatos e encontrou imagens dos mesmos animais no site de uma empresa francesa. Ele escreveu para ela perguntando por que ela estava fazendo isso com as pessoas.

A mulher assumiu a farsa, mas disse que faz isso porque não tem uma câmera para fotografar os bichos, mas que eles são iguais aos das foto que Alex havia visto. Após a repercussão, muitas pessoas se ofereceram para doar gatos para Alex e ele agora é pai de dois bichanos.

saiba antes via instagram @revista.maisjr