3.2 // HOMOFOBIA

Homossexualidade é “transtorno mental” na Indonésia

A Indonésia é um país localizado entre o Sudeste Asiático, com vários históricos de homofobia e perseguição severa as pessoas LGBTs.

A declaração que “a homossexualidade como um transtorno mental” emitida pelo Ministério da Saúde da Indonésia, chocou a comunidade mundial e foi feita dias antes do parlamento indonésio votar em propostas de emendas ao Código Penal.

A decisão de classificar a homossexualidade como transtorno mental foi feito com base em dois relatórios.

O primeiro da Associação de Psiquiatras da Indonésia (PDSKJI), que divulgou um relatório em 2016. Este, cconcluiu que pessoas gays, lésbicas e bissexuais sofrem de crises de identidade e, portanto, tem em maior risco de problemas de saúde mental. Também disse que as pessoas trans são “suscetíveis a doenças mentais”. O segundo foi do Ministério da Religião, que concluiu que a homossexualidade é contra o ethos da Indonésia.

A homossexualidade não é ilegal na Indonésia, exceto na província islâmica de Aceh que segue a Lei da Sharia. Na última semana, em Aceh, transexuais foram forçadas a cortar o cabelo e vestir roupas “masculinas” pela polícia.

Já no ano passado, dois homens receberam 82 golpes de bastão em um evento público depois de serem condenados por serem homossexuais e ter relações homossexuais.

saiba antes via instagram @revista.maisjr