2.6 // POP & MÚSICA3.1 // LGBT

“Momento gay” não será mais cortado de “A Bela e a Fera” na Malásia

O sucesso “A Bela e a Fera”, da Disney, será exibido na Malásia neste mês sem quaisquer cortes, informou a companhia nesta terça-feira, após censores terem pedido anteriormente pela remoção de um “momento gay” no filme.

O painel de censura da Malásia barrou na semana passada a exibição do filme no país de maioria muçulmana caso a Disney não removesse a cena. A homossexualidade é desencorajada por líderes religiosos na Malásia.

A Disney se negou a realizar o corte e distribuidoras locais pediram que o painel voltasse atrás na decisão.

“Estamos orgulhosos em anunciar que ‘A Bela e a fera’, da Disney, foi aprovada para exibição na Malásia sem cortes, com classificação PG13”, informou a companhia em comunicado. A classificação PG13 indica que acompanhamento dos responsáveis é recomendado para crianças menores de 13 anos.

O painel de censura não estava imediatamente disponível para comentários sobre a mudança da decisão.

Estrelando Emma Watson como uma jovem Bela que se apaixona pela Fera, o filme conta com um personagem gay pela primeira vez na história da Disney.

O personagem, LeFou, ajudante do vilão do filme, Gaston, fez com que alguns grupos ultra-conversadores ao redor do mundo pedissem um boicote ao filme.

O filme arrecadou 170 milhões de dólares durante o fim de semana nos Estados Unidos, marcando um novo recorde para uma estreia no mês de março.

(Reportagem de A. Ananthalakshmi)

saiba antes via instagram @revista.maisjr