3.0 // MANUAL3.1 // LGBT

Pantanal tem primeiro hotel “gay friendey”

No meio do Pantanal Sul, a Fazenda e Pousada Baía Grande foi eleita o primeiro espaço para o turismo “gay friendly” na região, o que significa ser “simpatizante LGBT”. A pousada ganhou o selo por criar um ambiente confortável para esse público. O reconhecimento está estampado em uma das paredes da fazenda em Miranda com os dizeres “Aqui respeitamos e Diversidade”. Para o proprietário, Alexandre Costa Marques, de 44 anos, o título veio por uma questão simples que é bem atender a todos os públicos.

“Nosso bom atendimento é para todos, independente de sexo, de cor, de nacionalidade. Temos uma grande procura por estrangeiros, muita gente da Holanda, por exemplo, então buscamos atender a todos bem e sempre foi assim”.

A Câmara de Comércio e Turismo LGBT fica em São Paulo e concede o título às empresas que têm interesse em receber casais homoafetivos e grupos de gays e lésbicas. A Baía Grande se filou à instituição e foi avaliada. “A partir daí passamos a ser uma pousada que aceita sem problema o público gay. Nós tivemos a oportunidade de ser a primeira da região do Pantanal e todos os eventos que essa Câmara participa leva o nosso nome”, explica.

Por enquanto, a pousada ainda não recebeu nenhum hóspede por conta do selo, mas segue sendo um lugar seguro para a comunidade.

O espaço trabalha com o turismo mais personalizado. Tem apenas 5 apartamentos, com opções de passeios em mais de 1.800 hectares de área.

Por ser uma fazenda, os turistas vivenciam da realidade local, seja na arquitetura rústica ou nos cafés e refeições pantaneiras do Restaurante Boi Carreiro e o Bar João de Barro.

Os passeios incluem cavalgada, safari fotográfico, focagem noturna de jacarés, pescaria de piranhas na imensa baía de mais de 30 hectares, trilha campestre se trilha do bacurizal. Todos os passeios contam com guias locais.

saiba antes via instagram @revista.maisjr