2.2 // BIZARRO

Psiquiatra da “cura gay” é suspenso por fazer sexo gay com pacientes

Contrariando sua própria teoria de que a homossexualidade é uma doença com cura, um psiquiatra que afirma ser capaz de reverter orientação sexual contrária a heterossexualidade foi suspenso de suas atividades profissionais por, justamente, manter relações sexuais com seus pacientes… gays.  - REVISTA MAISJR

Dr. Melvyn Iscove, de 72 anos, é registrado como psiquiatra na Faculdade de Médicos e Cirurgiões de Ontário, no Canadá, mas foi suspenso por suspeição de manter relações com seus pacientes.

O comitê alegou que Iscove acreditava que a homossexualidade é uma “desordem sexual”, teria sido flagrado em uma cena de “masturbação mútua e sexo oral” com dois pacientes do sexo masculino durante sessões de terapia e teria feito penetração com um outro.

“Nenhum queixoso descreveu aspectos emocionais ou românticos da atividade sexual com o Dr. Iscove, e ambos disseram que, em algum momento, eles pensavam que a atividade sexual fazia parte da terapia e uma tentativa de curá-los da homossexualidade por envolver os atos, em vez de fantasiar sobre eles”, afirma o comitê responsável pela suspensão do “profissional”.

De acordo com informações do site canadense “Toronto Star” as denúncias contra o psiquiatra datam desde os anos 2000. Após audiência, a licença do médico foi suspensa. Iscove enfrenta, também, um processo relacionado as alegações de “conduta imprópria em um banheiro público”, ou seja, o famoso “banheirão”. Ele nega as acusações.

 

 

Foto: Reprodução

Fonte: A capa

saiba antes via instagram @revista.maisjr