9.0 // DA REDAÇÃO

Sobre MC Gui, comentários maldosos e internet


Vamos começar esta matéria de uma forma diferente. Não vamos falar sobre o que vocês já estão sabendo. Mas, se ainda não viu, na manhã de hoje, comentamos em nosso Instagram sobre o stories feito por MC Gui em um parque da Disney, onde ele aponta o celular para uma menina norte-americana usando uma fantasia de Boo (personagem do filme da Disney Monstros S.A). Além da infelicidade pelo comentário “Para, olha isso”, apontando para a criança, um detalhe pode ter passado desapercebido pelo cantor. A garotinha tem câncer.

Situações como esta não nos fazem só refletir sobre como parte dos artistas brasileiros possam estar mal assessorados ou, ainda que somem milhões de fãs ao redor do País, são imaturos para lidarem com a fama – afinal, são o espelho de muitas crianças e adolescentes. Mas…

Você já parou para pensar no seu comportamento perante à Internet, principalmente, no tocante às redes sociais?

Muitos falam o que quer, sem medir a responsabilidade sobre os seus atos através de fóruns, postagens no Instagram, Facebook, entre outros espaços virtuais. Os mais variados tipos de situações são impressas e vão desde a comentários sobre “a roupa brega da mocinha”, passando pelo preconceito contra os LGBTS, machismo, e, infelizmente, passando pelas inocentes crianças.

Independente dos pensamentos que se possam ter acerca da infinidade de assuntos, precisamos colocar a mão na consciência antes de proferirmos quaisquer conteúdos que possam ofender as pessoas. Para se ter uma boa convivência em sociedade, a empatia se faz necessária!

Ainda que, como jornalistas, precisamos ser imparciais, é, no mínimo, ultrajante, ver atitudes como a do MC GUI. Repudiamos qualquer tipo de preconceito!

Por isso, hoje, quando estiver pensando em publicar um post sobre quaisquer assuntos que possam deferir ofensas a outras pessoas, ponha a mão na consciência. Como jornalistas, não somos a favor da censura (é claro, que tudo isso depende do que se trata). Porém, com toda a certeza, somos a favor do AMOR E RESPEITO ENTRE TODOS OS SERES HUMANOS.

Agradecemos por nos acompanhar!



saiba antes via instagram @revista.maisjr