3.7 // VIAGEM

Três dicas para economizar na hora da viagem

Helouise Castilho afirma que viajar com pouco dinheiro é possível

Você tem o sonho de conhecer outros continentes ou até mesmo algum país da América Latina, mas acha que precisa juntar muito dinheiro para realizar sua vontade?  A digital influencer Helouise Castilho reuniu três dicas para quem quer viajar, mas não quer gastar tanto. Se você acha que isso não é possível, confira abaixo!

HOSPEDAGEM

Para economizar, a dica é utilizar o compartilhamento de hospedagem gratuitas. Nunca ouviu falar disso? Vamos explicar: existem alguns sites onde você pode conhecer pessoas, que oferecem hospedagem gratuita no mundo inteiro. O site mais famoso é o Couchsurfing, a rede já possui mais 15 milhões de usuários cadastrados, sendo que 400.000 deles são anfitriões ativos e verificados.

Basicamente, o site é uma rede de troca de cortesia entre pessoas de diferentes nacionalidades. Claro, que para existir um melhor desenvolvimento e segurança da rede, existem meios de verificações de usuários, sistemas de referências com depoimentos reais de pessoas que se hospedaram na casa dos anfitriões, além de um rigoroso código de ética.

Se mesmo assim, você ainda não se sinta à vontade de dividir a casa com um anfitrião, um excelente método para economizar em hospedagem é utilizar o Airbnb: serviço on-line e pago, que une pessoas que querem alugar uma acomodação durante uma viagem, com pessoas locais que estão alugando apartamentos, quartos, casas para temporada.

A principal diferença do Airbnb para o Couchsurfing, é que o Airbnb é pago, bem como nele você pode optar por alugar a casa/apto inteiro, ou seja, nos dias que você alugar o imóvel será seu, você não precisará dividir a acomodação com o anfitrião ou outras pessoas.

No mais, o Airbnb segue diretrizes bem semelhantes ao Couchsurfing, com verificação de usuários e sistema de referências.

Por fim, se você é um viajante que não abre mão de um hotel, utilize buscadores que fazem comparação de diversos sites que vendem hospedagem, retornando a busca com o melhor preço encontrado, mostrando em qual site foi encontrado. Os buscadores mais famosos são o Tripadvisor, Kayk, e o Trivago.

DESTINO CERTO NA HORA CERTA: RESULTADO DE ECONOMIA

Dependendo do destino escolhido, sua viagem pode ter um budget inicial bem caro, ainda mais considerando que em muitos lugares do mundo nossa moeda é desvalorizada. A dica é: pesquise bem o local escolhido antes de fechar o aéreo e a hospedagem.

O Sudeste Asiático é um destino interessante para conhecer, nossa moeda é valorizada, e consequentemente, conseguimos encontrar hotéis 4* com diárias na faixa dos R$ 100,00. Além disso, é possível encontrar excelentes barganhas no Sudeste Asiático para alimentação e passeios.

Outra dica é conhecer a América do Sul, que por estar próximo do Brasil, oferece passagens aéreas com valores bem atrativos.

Se o seu sonho for conhecer os diversos tons turquesas das Maldivas, mas você ainda não possui condições de realizar esse intuito, aproveite as Ilhas do Caribe. Destinos como Aruba, Curaçao e Playa Del Carmem possuem valores bem acessíveis de hospedagem e passagem aéreas.

Por fim, se seu desejo é conhecer a Europa, não perca as belezas inigualáveis do Leste Europeu. Países como Budapeste chegam a custar a metade do valor que se gastaria para conhecer o lado oeste da Europa.

PASSAGENS AÉREAS

Existem algumas regrinhas que facilitam a economia na hora de comprar uma passagem aérea.

Primeira dica: abaixe o custo com datas flexíveis, as chances de economizar no aéreo são altíssimas, às vezes um dia de diferença resulta em uma economia absurda. Lembrando ainda, que se a companhia aérea alterar o horário do voo em mais de uma hora, após a sua compra, você pode alterar seus voos, antecipando ou postergando os mesmos em até 7 dias.

As vendas de passagens aéreas começam um ano antes do embarque. Todavia, quem comprar com muita antecedência ou muito em cima da hora, pode acabar tendo que bancar tarifas cheias e muito mais caras que as promocionais. O melhor a fazer é se organizar. Deixe para comprar a passagem de 7 a 3 meses antes do embarque.

Não se esqueça: antes de iniciar a procura pela passagem perfeita, limpe seus cookies e pesquise em janelas anônimas. Muitas empresas usam, deslealmente, seus dados de navegação para saberem seu interesse em determinados destinos de viagem e, a partir daí, valorizarem os preços das passagens aéreas. Outra dica é pesquisar em mais de um navegador para ter certeza que os preços não estão sendo manipulados.

Utilize buscadores de passagem aérea que fazem comparação em diversos sites, os três melhores são: Kayk, Skyscanner, e ItaMtarix.

E, por fim, a conexão. Ela não mata ninguém e, inclusive, é o melhor caminho para ser feito stoppover, que é uma parada no meio da viagem para que o passageiro passe um tempo na cidade de conexão, que pode chagar até 7 dias, sem pagar a mais por isso. É uma conexão voluntária.

Utilizando stopper você pode, por exemplo, comprar uma passagem para Paris, com a companhia aérea American Airlines, que faz conexão em Nova York, e estender sua conexão por mais 7 dias na cidade americana, sem pagar nada a mais por isso. Imaginou que delicia, conhecer dois continentes pagando apenas uma passagem aérea? Incrível, não é?

Anote essas dicas, voe mais e pague menos.

saiba antes via instagram @revista.maisjr