2.3 // TELEVISÃO

Vítima de Covid-19, morre o apresentador Rodrigo Rodrigues, aos 45 anos

(Crédito: Reprodução)

Luto na comunicação. O apresentador Rodrigo Rodrigues, do Grupo Globo, apaixonado por esporte e por música, morreu nesta terça-feira (28) aos 45 anos. Vítima de complicações decorrentes da Covid-19, ele estava internado desde sábado, no Rio.

No dia 13, o apresentador fez o exame, que também diagnosticou a Covid-19. Desde então, cumpriu o isolamento em casa, com acompanhamento da equipe médica da Globo.

Inicialmente, apresentou sintomas leves, como falta de paladar e olfato, mas disse que se sentia bem. No entanto, a situação mudou no último sábado, quando deu entrada no hospital com vômitos, desorientação e dor de cabeça.

De acordo com o boletim médico do hospital, foi diagnosticada uma trombose venosa cerebral, e o apresentador passou por uma cirurgia na noite de domingo para aliviar a pressão intracraniana. Nesta terça, porém, ele não resistiu e teve morte encefálica confirmada por volta do meio-dia.

Trajetória

Rodrigo Rodrigues nasceu no Rio e fez carreira em diversos canais de televisão, como TV Cultura, SBT, ESPN Brasil, Band, Gazeta e Esporte Interativo. No SporTV, ele comandou programas como “Troca de passes”, “Redação SporTV”, “SporTV News”, “Tá na Área” e “Seleção SporTV”, além de ancorar o “Globo Esporte” em esquema de plantão aos sábados na TV aberta.

Na ESPN Brasil, ele foi o primeiro apresentador do “Resenha ESPN”, um dos mais conceituados programas do gênero. Além do esporte, o jornalista também trabalhou na área cultural, em programas como “Vitrine”, da TV Cultura, “5 Discos”, da Gazeta, e “Cor de Rosa”, do SBT.

O apresentador de TV também se notabilizou na música. Ele era guitarrista da banda “The Soundtrackers”, que toca apenas trilhas sonoras do cinema, e chegou a se apresentar no quadro “Ding Dong”, do “Domingão do Faustão”. Ele também trabalhou como locutor e apresentador da Rádio Globo em São Paulo.

Recentemente, Rodrigo Rodrigues foi entrevistado perla colunista Miriam Freitas, do Rio, da Revista Mais Influente. Confira no link,

Com informações do Uol e GE.Globo

saiba antes via instagram @revista.maisjr